quinta-feira, 24 de março de 2011

UMA FRAGRÂNCIA EXCLUSIVA




Como poderei de ti não lembrar,
Se onde eu estou a tua imagem está?
Como poderei de ti esquecer,
Se a cada lugar que vou...
Por alguma razão sempre vejo você?

Quando a gente gosta pra valer,
Ficamos como que abobalhado.
Parece que tudo lembra a pessoa amada,
E o que não lembra ainda assim por nós é lembrado.

Se não é a imagem dessa pessoa,
Na tela indomável dos sonhos.
É o cheiro do seu corpo que nos invade o ser,
A ponto de tira-nos o sono.

A tua imagem em minha mente,
Sempre comigo a de ficar.
Mas é o teu cheiro que a cada passo,
Em minhas entranhas sempre estará.

Pois qualquer que seja a transmutação,
Que o teu corpo venha a sofrer.
O teu cheiro é algo tão peculiar,
Que alteração alguma irá sofrer.

É certo que quando comigo não estás,
E minhas mãos não podem teu corpo percorrer.
Embora feche eu os olhos e te imagine,
É o teu cheiro que me faz estremecer.
Que me faz suspirar, que me faz desfalecer,
Desfalecer em teus braços para outra vez acontecer...
Como é bom amar você!

A & C

Um comentário:

  1. é indescritivel a dor da ausência da pessoa amada. Dói o corpo, dói a alma, doí o psiqué. De todos os males extraídos da caixa de Pandora a dor da ausência da pessoa amanda é uma dor que só se cura quando vemos tal pessoa. Se o coração não sente o que os olhos não veem pq então o meu sente tanto por não te ver?

    ResponderExcluir