quarta-feira, 23 de junho de 2010

PIRIPIRI: PATRIMÔNIO HISTÓRICO



O conceito de patrimônio histórico nos diz que é tudo aquilo que tem importância para uma sociedade, podendo ser na área de arquitetura, musica, natureza ou social. Cada cidade deveria tentar,dentro de suas possibilidades preservar suas heranças culturais e históricas. Porém nem sempre é possível e em alguns casos nem há interesse.
Algumas cidades de nossa região tem tentado fazer algum tipo de ação em relação a preservação de seu patrimônio histórico e cultural. Neste caso Pedro II é um exemplo de respeito e vontade de fazer.
Em nossa capital, Teresina, já caiu no folclore popular que quando o IPHAN (instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) está analisando algum casarão do centro com o intuito de fazer o tombamento, seus proprietário atuais fazem sua demolição imediatamente para transformar o terreno em estacionamento. Como diz o ditado, seria cômico se não fosse trágico. A verdade é que hoje o centro de Teresina tem cada vez menos prédios históricos. Talvez fosse preciso rever os itens do processo de tombamento, mas isso é outra história.
Em Piripiri já deu pra perceber que nos últimos dez anos diversas construções, casas, casarões, comércio, foram demolidos para a construção de novos prédios. É a modernidade chegando a Piripiri e pedindo passagem.
Mas um caso chama atenção e o pior é que já vem de vários anos. O mercado central.
Normalmente os mercados centrais eram construídos pra centralizar as atividades comerciais de uma cidade, se tornando o maior centro de socialização da região e durante muito tempo era esta a função do mercado piripiriense. Sua construção demorou anos para ser concluída, praticamente passou o final da década de quarenta e inicio da de 50 sendo construído.
Desde o final dos anos 80 que o mercado de Piripiri foi abandonado pela administração pública. Além do abandono acredito que ainda pior foi te-lo escondido. Explico melhor: o mercado de Piripiri é um grande quadrilátero, construído logo após a chegada da ferrovia aqui em Piripiri e de certa forma estes dois eventos mudaram o comercio piripiri que antes era feito nas imediações da praça da Bandeira. Pois bem, durantes anos ele estava ali, imponente, mostrando sua arquitetura para quem quisesse ver e lhe visitar. O que aconteceu nos últimos anos é que foram usando suas áreas laterais para outras construções de beleza muito duvidosa. De inicio, ao sul, um conjunto de bares construídos ainda nos anos 60. mais recentemente o “mercado do peixe” escondeu sua face ao oeste. Um caixote enorme e horrível chamado de mercado dos “verduras” escondeu sua face norte e por fim, nos últimos tempos a face leste está escondida atrás de vários quioesques que vende todo tipo de quinquilharia de origem muito duvidosa. Ou seja, de nenhum lado dá pra ter uma visão completa de nosso mercado central. Se bem que, analisando a situação dele, a forma com que está abandonado, sujo, feio, é melhor mesmo ficar escondido, o que é uma pena!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário