quinta-feira, 17 de junho de 2010

FUGINDO UM POUCO DO FUTEBOL


Abaixo, um relato de uma desastrosa viagem pelo pelo candidato a governador do Piauí, Eurípedes Aguiar, saído de Parnaíba até Piripiri, pela Estrada de Ferro Central do Piauí, publicada no jornal "O Piauí" em 1948

Como se não bastasse para desconto de meus pecados, os percalços da árdua luta política em que estou envolvido, tive de sofrer, há poucos dias, a grave injúria de viajar na Estrada de Ferro... Em Parnaíba, quando fui tomar o trem para Piripiri, recebi a enganosa impressão de que nessa estrada tudo marchava regularmente, em boa ordem, o tempo e a hora... O trem apitou e partiu no minuto exato, mas notei logo que a marcha do comboio era excessivamente vagarosa, de uma lentidão irritante... Pouco diante da estação de Bom Principio a máquina apitou repetidas vezes, era o tender que descarrilhara e o maquinista pedia freios... A locomotiva parou, logo se soube que a maquina estava avariada e que íamos permanecer longas horas naquele lugar. Eram nove horas na manhã. A situação era francamente desagradável. No comboio não havia água potável nem comestíveis para os cento e tantos passageiros que enchem os vagões... às cinco horas da madrugada o desmantelado comboio se refez e recomeçou a rodar, cautelosamente, rumo a Piripiri. Por fim, com o espírito e o corpo bem machucados cheguei a Piripiri, término da desastrada e enfadonha viagem de trem, às onze horas da manhã do dia seguinte ao da partida de Parnaíba, com atraso de vinte horas.

Foto: Maria Fumaça exposta na praça da Estação em Parnaiba

Nenhum comentário:

Postar um comentário